MENSAGEM DA SEMANA – QUASE

Publicado: 22 de fevereiro de 2012 em Uncategorized

Image   

QUASE

Ainda pior que a convicção do não, é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase!
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. 
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase amou não amou. 
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono. 
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna. 
A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e na frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “bom dia”, quase que sussurrados. 
Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz. 
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. 
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor.
Mas não são. 
Se a virtude estivesse mesmo no meio-termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. 
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si. 
Preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. 
Para os erros há perdão, para os fracassos, chance, para os amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. 
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. 
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. 
Desconfie do destino e acredite em você. 
Gaste mais horas realizando que sonhando…
Fazendo que planejando… 
Vivendo que esperando… 
Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. 

Luís Fernando Veríssimo

Anúncios

Nesta semana, o embalando “O Amor” faz uma homenagem a uma cantora que mais se destacou nos anos 80 e 90. Whitney Houston, que foi encontrada morta em um hotel no último sábado, 11 de fevereiro de 2012, sem sombra de dúvida vai deixar saudades. A cantora pop ao longo da carreira gravou vários hits “amorosos” e dançantes. Diante dessa perda no meio musical, o ABC DO AMOR resolveu fazer uma homenagem para a artista, selecionando 03 músicas que com certeza embalaram milhões de corações apaixonados pelo mundo.

Os números de 2011

Publicado: 10 de fevereiro de 2012 em Uncategorized

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

O Museu do Louvre, em Paris, é visitado todos os anos por 8.5 milhões de pessoas. Este blog foi visitado cerca de 190.000 vezes em 2011. Se fosse o Louvre, eram precisos 8 dias para todas essas pessoas o visitarem.

Clique aqui para ver o relatório completo

MENSAGEM DA SEMANA

Publicado: 9 de fevereiro de 2012 em Uncategorized

Image

O VERDADEIRO SIGNIFICADO DAS COISAS

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo. 
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego. 
Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento. 

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa. 
Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára. 
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido. 
Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista. 

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora. 
Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja. 
Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento. 
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado. 

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes. 
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração. 
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma. 
Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros. 

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia. 
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário. 
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato. 
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele. 

Paixão é quando apesar da palavra “perigo” o desejo chega e entra. 
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. 
Não… 
Amor é um exagero… 
Também não. 
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego? 
Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tem explicação, esse negócio de amor não sei explicar. 

Autoria de Mário Prata

ESTAMOS DE VOLTA

Publicado: 9 de fevereiro de 2012 em Uncategorized

E ai meus caros leitores e leitoras, como vocês estão?

Espero que todas estejam ótimos.

Pois é, estou passando por aqui para dizer a todos vocês, que estive ausente por um tempo, mas que agora estou de volta firme e forte para cuidar desse querido blog. 2011 sem sombra de dúvidas foi um ano bom, mas tenho certeza  que este será melhor ainda.

A partir de agora vamos estar pior aqui para falar de algo maravilhoso, o AMOR. Espero contar com a participação e interação de todos vocês ao longo deste ano. Sugestões, informações e criticas são muito bem vindas.

Um grande abraço e já fiquem sabendo: Estamos de volta.

Enquete do Mês

Publicado: 22 de agosto de 2011 em Uncategorized
Tags:, , , ,

O Abc do Amor está curioso. Será que nossos leitores já ficou ou namorou com uma pessoa do mesmo sexo? Diante dessa curiosidade, resolvemos lançar essa enquete para ver o que realmente nossos internautas estão aprontando ou aprontaram.O resultado vamos conferir no dia 22 de Setembro, data em que a enquete será encerrada. Um bom voto a todos!

Embalando o “Amor”

Publicado: 22 de agosto de 2011 em Uncategorized
Tags:,

No embalando o “Amor” desta semana, destacamos a música Jet Lag, do Grupo Simple Plan. O hit romântico já está na parada das rádios Brasileiras e de canais de Tv, como o Multishow. Com a participação da cantora Natasha Bedingfield, o Simple Plan mostra que sabe fazer música e que mais uma vez, milhões de corações espalhados pelo mundo serão embalados pela música.

UM DIA

Um dia, descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela…
Um dia, nós percebemos que as mulheres têm extinto “caçador” e fazem qualquer homem sofrer…
Um dia, descobrimos que se apaixonar é inevitável…
Um dia, percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples…
Um dia, percebemos que o comum não nos atrai…
Um dia, saberemos que ser classificado como o “bonzinho” não é bom…
Um dia, percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você…
Um dia, saberemos a importância da frase: “tu se tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
Um dia, perceberemos que somos muito importantes para alguém mas não damos valor a isso…
Um dia, perceberemos como aquele amigo faz falta, mas aí já é tarde demais…
Enfim, um dia, descobriremos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito…
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas nossas loucuras…
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Texto enviado por Carla Bender, do Rio Grande do Sul.
“Todos estes que estão aí
Atravancando o meu caminho
Eles passarão
E eu passarinho….”

(Mário Quintana)